Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 30 de abril de 2017

CHEGANDO

CHEGANDO
      Em Belo Horizonte dia de descanso domingo nublado e com pouco movimento pelas ruas. Quietude em forma de preparo para viagem que surge para amanhã em cidades próximas, vizinhas da capital das Minas Gerais: Brumadinho e Nova Lima. Desses lugares o encontro da Hellowebradio sendo sintonizada por ouvintes que não se identificam porque há quem prefira ficar de maneira mais discreta pelo passar dos dias.
      Cada um de nós traz consigo seu jeito de ser e de estar neste mundo regido por tantos modos e tonalidades a mostrarem que luz e sombra existem para se completarem.
      www.hellowebradio.com ... intenção de chegar onde você está.
Belo Horizonte, 30 abril 2017
DIFERENTE
     Dos painéis que pinto, óleo sobre telas, uma série de peças com 15x15cm cada.
     Dos conjuntos desses painéis o talento da decoradora Marieta Lemos despertou para a composição deles em caixas abertas devidamente construídas por exímio profissional em molduras.
     A instalação desses painéis então compostos em única peça ganha em praticidade e efeito visual.
     Nas artes é sempre importante chegar com propostas que, genuinamente, dão personalidade ao trabalho do artista. Daí a importância do diferente somado ao surpreendente.

Belo Horizonte, 09 agosto 2013

sábado, 29 de abril de 2017

PESAROSO

PESAROSO
      Dia de ir embora, despedida que mexe com a gente, então vamos Xamã.
      Digo para Liliane que saio de Sete Lagoas sete vezes pesaroso: saudade, vontade de ficar, vontade de voltar, lembrança boa, aperto no coração, boca seca, olhos transbordados.
     No entanto experiência espetacular ao perceber e sentir o quanto a Hellowebradio recebe de afeição vinda de Sete Lagoas. Isso é que é Minas Gerais?
      Precisamos de sair para chegar, de ir para voltar. Liliane ri, acena concordância e lá vamos nós rumo a Belo Horizonte.
      www.hellowebradio.com ... coração ritmado pelo carinho.
Belo Horizonte, 29 abril 2017
DELE E DELA
     Solidariedade e egoísmo representam extremos bem distintos.
     Da solidariedade o libertar do agir, do egoísmo o aprisionar desse agir. A solidariedade nos remete a encontros mais que festivos. O egoísmo nos leva a desencontros mais que inoportunos.
     É interessante perceber a distinção do que promove ao viver a solidariedade e o egoísmo. Quando nos tornamos solícitos possibilitamos a ampliação do nosso agir. Quando nos entregamos ao egoísmo atrofiamos acessos.
     A solidariedade ouve enquanto que o egoísmo ensurdece. A solidariedade amplia nossa visão, enquanto que o egoísmo nos estimula à cegueira.
     Por essas e outras é que esbarramos sempre no conflito entre o egoísmo e a solidariedade, posto que enquanto um fecha, a outra abre portas e janelas para o mundo desse nosso viver.

Belo Horizonte, 31 julho 2013

sexta-feira, 28 de abril de 2017

REUNIÃO

REUNIÃO
      Existem lugares que nos cativam, mas isso sempre acontece com a participação de alguém, com a participação humana de alguém.
     Hora de ir embora de Sete Lagoas? Teoricamente sim e não porque numa sexta-feira que antecede a um feriado instalado na segunda-feira natural que o trânsito nas estradas fique mais pesado. Melhor então ficar mais um dia e seguir viagem no sábado.
     Luciene propõe uma noite com presença de pessoas amigas, grupo pequeno, porém enorme em afeição. Bom para, na prática, mostrar como se sente a Hellowebradio em contato com seus ouvintes. Espécie de representação que acontece em Sete Lagoas, mas que vai além Minas Gerais buscando o estar de cada ouvinte onde ele estiver.
     WWW.hellowebradio.com ... viver vindo da vinda de cada ouvinte.
Belo Horizonte, 28 abril 2017
COVARDIA
     Neste Brasil que estamos nele penso em quem é, ou deixa de ser herói. Percebo uma covardia coletiva a se alastrar por atitudes sombrias e direi até irresponsáveis por parte de quem pode fazer, mas não faz.
     São posturas mais preocupadas com a estética do que com a essência da coisa e isso a mim causa singular incômodo.
     Pra quê tanta vaidade diante de realidade tão caótica?
Belo Horizonte, 27 agosto 2013


quinta-feira, 27 de abril de 2017

SETE-LAGOANO

SETE-LAGOANO
      Estar em Sete Lagoas é mesmo estar no que há de encanto em Minas Gerais. A hospitalidade da Luciene é atenta a detalhes mínimos a fazerem com que nos sintamos em casa, tanto eu quanto Xamã, bem como a Hellowebradio por demais identificada com quem consegue percebê-la na essência da sua proposta que é a de buscar o que nos leva a marcantes momentos de aproximação.
     É assim que levamos e somos levados por estímulos a valorizarem momentos que proporcionamos e que nos são proporcionados pelo convívio com os dias que passam por nós fazendo parte de nós.
     WWW.hellowebradio.com ... instantes a despertarem a nossa sensibilidade.
Belo Horizonte, 27 abril 2017
CHICANAGEM
     Há uma distinção total entre o bem e o mal. Só não percebe isso quem não quer, seja lá por qual motivo for.
     O bem não tem a menor necessidade de esquiva, de criar situação artificial, de partir para o malabarismo da retórica ida do nada para o lugar nenhum. Já o mal necessita de subterfúgios, de chicanas a darem voltas e mais voltas sobre mesmo tema, na clara intenção de confundir o bem que da síntese mostra pra que veio.
     Ao mal cabe a difamação, o cinismo, a representação esdrúxula do culpado que se faz de vítima.
     Ao bem a determinação simples e direta de quem não tem o que esconder.
Belo Horizonte, 22 agosto 2013

quarta-feira, 26 de abril de 2017

ARREDORES

ARREDORES
      De Itapecerica para Sete Lagoas viagem tranquila e que permitiu chegada a tempo para apresentação sem problema d’O Itinerante ao vivo.
      É que dos meus contatos com a Luciene ela deixou tudo acertado para que, uma vez em Sete Lagoas, eu fosse direto para o escritório dela, empresária bem instalada em espaço a permitir que eu montasse minha pequena estrutura com todo conforto.
     Após O Itinerante breve conversa com Luciene que já tinha ajustado para que fossemos jantar nos arredores da cidade, tudo pronto para que eu fique hospedado em sua propriedade, pequeno chalé anexo e independente da sua casa, local próximo da cidade.
     Luciene insiste que eu fique por mais tempo em Sete Lagoas com a WWW.hellowebradio.com ... emoção à flor da pele.
Belo Horizonte, 26 abril 2017
RECOLHIMENTO
     O cansaço não encontra descanso quando a necessidade do viver faz por exigir mais e sempre mais. Na paz do corpo afastado de tudo e todos projeções a mostrarem caminhos sem no entanto oferecer acessos.
     A criação dos painéis, óleo sobre telas, só se torna possível quando a venda acontece para permitir a compra de telas e tintas. Sem telas e tintas não nascem as pinturas que posso e sei fazer.
     Dos rigores impostos pelo tempo o cansaço de uma resistência que não pode admitir cansaço. É aí que surge a fé capaz de deslocar a compreensão para o libertar das necessidades do mundo.
     Mais vale o amor do que a soberba.
     Mais vale o recolhimento do que a ânsia de certas exposições.

Belo Horizonte, 15 agosto 2013

terça-feira, 25 de abril de 2017

RECÍPROCA

RECÍPROCA
     Nem sempre chegamos onde queremos chegar. Por vezes a necessidade de dar mais um tempo para que cheguemos onde queremos chegar.
     Viagem sem pressa e por isso mesmo com tempo para ajustar rumos e intenções.
      Antes de estar com Luciene em Sete Lagoas uma passada por Itapecerica de onde a Hellowebradio já foi sintonizada por alguém.
     Para não chegar tarde demais em Sete Lagoas e depois de simpático contato com a Luciene a prudência abre caminho para pouso em Itapecerica, manhã dedicada à cidade e para o início da tarde partida para Sete Lagoas.
     O carinho chama por nossas mais simples atitudes e decisões. O que aparenta indiferença aparece fazendo a diferença pelo expediente da atenção.
     www.hellowebradio.com ... propósito firmado pela recíproca.
Belo Horizonte, 25 abril 2017
TRANSFORMAÇÕES
     Não há razão para que fiquemos retidos por nossos próprios sonhos, posto haver neles a ânsia da realização.
     Não há razão para que o espírito fique aflito com o tempo que passa de um jeito ou de outro. O que há, na realidade, é um chamado para que possamos entender o presente de cada instante tal como ele é, para que daí possamos transforma-lo tal como queremos que seja.
     O que nem sempre acontece como esperamos que aconteça poderá nos surpreender de maneira mais eficaz do que aquela que buscávamos do presente.
     O que são as decepções e o que promovem elas em nós? Crescemos quando ficamos retidos pelas decepções?
     Aquilo que nos decepciona poderá ser exatamente o que nos levará a recepções muito mais oportunas do que as que antes vivemos.
     Na realidade estamos sempre expostos a sucessivas transformações.

Belo Horizonte, 25 julho 2013

segunda-feira, 24 de abril de 2017

CARINHO

CARINHO
      Em São Paulo a Denise fez contato com a Luciene para que eu possa conhecê-la em Sete Lagoas que é para onde vou partindo de São Caetano do Sul. Viagem que supera os seiscentos kilometros e que por isso mesmo faz com que eu e Xamã encaremos a estrada logo cedo.
      Seguimos com intenção de algumas paradas em lugares que encontrarmos por aí, sem previsão de chegada. Mas o propósito é mesmo o de dormir nas Minas Geais, em Sete Lagoas.
      O dia se mostra claro e pensando em quem de fato  sintoniza a Hellowebradio em Sete Lagoas. Isso a Luciene não tem como saber. Mas tem sim disposição em divulgar a www.hellowebradio.com ... participações realçadas pelo carinho.
Belo Horizonte, 24 abril 2017
ROMPANTE
     Passeando na praia lembro-me de um dos tantos ensinamentos passados por meu pai: “A vida, qual mar, é feita de fluxos e refluxos.”
     Na companhia de João da Barra passo impressão que tenho de estar a madame totalmente perdida. João da Barra com sua sabedoria santa e direi até profética, arremata dizendo que madame não está perdida; ela está é encontrada pela mentira que inquieta e dá nos nervos da gente. Com seu jeito autoritário de ser, já não suporta mais ter que repetir sempre a tal da democracia. Madame é autoritária, só aceita a democracia quando essa endossa seus interesses. Será que ninguém entende isso? Já que é assim, para mostrar com mais clareza, madame num rompante singular espera vaia passar pra dizer: “... Eu sou a Presidenta!”
     Será que agora essa gente entendeu o sentido da coisa?
Belo Horizonte, 17 julho 2013